quinta-feira, 19 de novembro de 2020

Concrecoisa Xeque-mate

O sol nasce, adormece e nasce novamente...

Todo dia é assim

A vida se levanta para mais uma batalha

Como se fosse um jogo de xadrez

Onde as peças se movimentam pelo tabuleiro do tempo

É a vida, é a vida...

Repleta de xeque-mate

Queira ou não

Perder para vencer

Assim é a vida com as suas circunstâncias

quinta-feira, 12 de novembro de 2020

Concrecoisa Vida

Os olhos estavam atentos…

Na praia, um grão de areia brilhava com o sol.

E o vai e vem das ondas do mar que dançavam com a lua.

No horizonte, gaivotas em voo rasante.

E o vento, sem descanso, brincava com a borboleta.

Numa árvore frondosa, um canarinho da terra cantava a canção da natureza.

Tudo estava acontecendo ao mesmo tempo.

Do outro lado da praia, no asfalto, muitos passos ligeiros dos trabalhadores.

E carros riscando o chão betuminoso.

E a fumaça da evolução humana adormecia em algum lugar, também levada pelo vento.

O detalhe estava pulsando no todo.

Detalhe que escrevia a história da vida!

quinta-feira, 5 de novembro de 2020

Concrecoisa Pecado dos pecados

Aquela pessoa nasceu pura, igual às demais.

Com o passar do tempo, sua mente foi mudando.

A formatação estava em curso.

O seu ego foi inflamado.

E as outras pessoas, pelo seu olhar, passaram a ser consideradas inferiores.

O pecado dos pecados já estava enraizado.

Vaidade, vaidade, vaidade…

Um dia, a humildade bateu à porta.

Mostrou as limitações e as fraquezas humanas.

Era tarde demais!

sexta-feira, 30 de outubro de 2020

Concrecoisa Cada momento

Tudo vira palavra.

A palavra é tudo.

Ela diz o que pensamos.

E fica em silêncio quando o amor cega.

A palavra é tudo.

A cinza é a palavra morta, queimada pelo ódio, pela vingança, pela censura, pela...

A página em branco é a palavra em potência. Cabe tudo nela, que se multiplica.

Cada momento tem a sua vez, tem a palavra certa.

Sinônimos e antônimos.

Verbos, verbos, verbos...

Palavra por palavra.

Não importa a língua.

Tudo vira palavra.

Ela é tudo.

Love, love, love...

sexta-feira, 23 de outubro de 2020

Concrecoisa Volta da paz

A paz sempre existiu.

E quer voltar a brilhar.

Foi com esse pensamento que Zion fez carreira na vida pública e conduziu a sua nação.

Um dia, o seu povo preferiu fazer a guerra.

E perdeu para o inimigo.

Quando todos choravam a derrota, Zion disse com sabedoria:

– A paz sempre existiu dentro de cada um. Não adianta alimentar a guerra. Se quer viver em paz, volte atrás. 

Garrafas com o seu pensamento foram lançadas ao mar.

De vez em quando, uma delas chega à praia.

E as outras continuam navegando dentro de cada um.

A praia é logo ali!

quinta-feira, 15 de outubro de 2020

Concrecoisa Desejo


O desejo está para o humano assim como o pingo da chuva está para a força da natureza.

E esse desejo também transborda nas formas geométricas.

Nesse mundo que nos rodeia, tem algo pensando em ser o que não é.

É o desejo se manifestando.

Também tem desejo que não se manifesta.

O fogo, por exemplo, não quer ser água.

E vice-versa.

Mas, quem sabe, num dia inimaginável, esse desejo apareça do nada... 

Voltando ao desejo nas formas geométricas, tem quadrado que quer ser círculo.

Tem triângulo que quer ser quadrado.

Tem reta que quer ser curva.

A imagem que ilustra a concrecoisa de hoje aponta para esse desejo.

Assim a vida gira.

Desejando ou não.

sexta-feira, 9 de outubro de 2020

Concrecoisa Rotina do milagre

Milagre é coisa admirável, fantástica, elevadíssima e com uma interrogação do tamanho do infinito.

A ordem prodigiosa da natureza, a vida das plantas e dos animais e a atividade da luz são exemplos de milagres.

Todo milagre rompe com a racionalidade e faz nascer o absurdo.

Os céticos não acreditam em milagres e preferem as leis da física para acalmar a mente que busca explicação para as coisas inexplicáveis.

Todo dia, o milagre acorda a esperança.

Esse é o principal momento de cada dia da vida: o nascer da esperança por causa do milagre.

Assim, quem acredita em milagre ganha força para seguir em frente.

E o milagre afirma que tudo que é ruim uma hora vai acabar.

E acaba mesmo.

Deus é o milagre maior!

sexta-feira, 2 de outubro de 2020

Concrecoisa Cicatriz inflamada

Sua vida foi marcada pela sorte e por conquistas no campo profissional.

Seu único problema era uma ferida do passado, fruto do sofrimento do coração.

Com o tempo, a ferida fechou.

Só que um dia, depois de décadas, aconteceu algo que fez a cicatriz abrir em nova ferida.

A dor foi intensa.

O sofrimento chegou como uma assombração.

Depois de muito tratamento, a cicatriz do passado voltou a fechar.

Mas sempre incomodava.

Era a cicatriz do amor que estava sempre inflamada.

quinta-feira, 24 de setembro de 2020

Concrecoisa Quem vem lá?

Quando eu era pequeno, em Jacobina/BA, minha avó Quiquinha, por parte mãe, sempre respondia em forma de cantoria e com bondade quem, da rua, perguntava alguma coisa para quem estava dentro de casa.

Quando o passante dizia: "Ô de casa!".

Ela respondia: "Ô de fora!".

Daí vinha a conversa.

Eu ficava ouvindo sem entender direito o que estava ocorrendo.

Muitas vezes os passantes pediam um copo d'água, um prato de comida ou queria vender alguma coisa.

Nunca faltava retorno, uma ajuda.

Esse aprendizado foi passado sem imposição.

Tem gente dentro...

Tem gente fora...

O coração sempre quer ajudar, seja por dentro, seja por fora.

É a gratidão sem fim que vai multiplicando ao longo da vida.

quinta-feira, 17 de setembro de 2020

Concrecoisa Cuidado do vencedor

Perdeu...

Perdeu...

Perdeu...

Perdeu...

Perdeu...

Perdeu...


Quando deixou de caminhar por atalhos


Venceu…

Venceu…

Venceu…

Venceu…

Venceu…

Venceu…

Venceu…

Venceu…

Venceu…

Venceu...