sexta-feira, 29 de maio de 2020

Concrecoisa Sozinho


Tudo tem um porém

E esse porém gosta de brincar com a imaginação

Foi assim que a borboleta dos sonhos do poeta José de Jesus Barreto brincou de ziguezaguear com o passar do dia

Ela gosta de driblar as folhas secas que beijam o chão ao sabor do vento

E numa dessas brincadeiras assistidas por Barretinho

Lá num certo além

Uma borboleta pensou que era Garrincha

Aquele que se divertia entortando os adversários e de quebra escondia a bola num lugar que só Pelé tem o mapa

Dizem que esse lugar fica num outro além, muito além das quatro linhas do campo de futebol

O escritor e jornalista Nelson Rodrigues mostrou nas entrelinhas de suas crônicas futebolísticas o caminho para chegar nesse além

E entre um drible e outro

Cada um com o seu modo de viver

Alguém esqueceu de dizer

Que entre o porém e o além

Tudo é sozinho

E alguém é ninguém no além

A bola está lá...

É gol!

Um comentário:

  1. Garrincha borboleteava em campo como borboletas brincam nas flores do capo

    ResponderExcluir